Youdao Memobird G4 é a nova impressora de bolso da Xiaomi. Lançado no último dia 8, o acessório conta com sistema térmico de impressão, e aposta no custo-benefício da tecnologia que dispensa a constante troca de tinta. Pensada para impressão de fotos e imagens, a máquina também pode ser interessante para comerciantes que precisam de algo simples e portátil para emitir recibos, notas e outros comprovantes.

A Youdao Memobird G4 deve ser usada em conjunto com um celular, pareada ao smartphone por meio de um aplicativo especial. No momento, o dispositivo se encontra em fase de pré-venda no mercado chinês a 299 yuans (aproximadamente R$ 168 em conversão direta). Não há informações sobre um eventual lançamento do produto no mercado brasileiro.

O sistema de impressão térmica torna a impressora da Xiaomi um pouco diferente de outras alternativas super compactas, como a Selphy da Canon, a Zip da Polaroid ou a Instax da Fujifilm. Ao contrário das rivais, a Memobird pode imprimir apenas em preto e branco e não suporta papel fotográfico, usando bobinas papel, como aquelas usadas em máquinas de pagamento.

O sistema térmico é interessante também do ponto de vista do custo-benefício. Impressoras desse tipo não têm cartuchos de tinta e prometem ser mais econômicas. Vale lembrar que o pigmento usado para impressão se encontra no papel especial utilizado nesse tipo de impressora. A imagem é revelada por meio de uma cabeça de impressão que usa temperatura para marcar a superfície do papel nos padrões desejados.

A cabeça de impressão responsável pelo processo é de alta resolução a 306 dpi, que é considerada a resolução ideal para impressão de documentos, por exemplo. A Youdao Memobird G4 recebe as informações dos padrões a serem impressos via Bluetooth.

Apesar de não fazer impressão colorida, Youdao Memobird G4 permite que o usuário tenha imagens mais criativas, já que seu aplicativo permite que você tire uma fotografia e imprima na mesma hora.

Pesando apenas 165 gramas, a Youdao Memobird G4 tem bateria de 900 mAh que pode ser carregada em 100% em até duas horas. Segundo a Xiaomi, a bateria deve manter a impressora funcionando o suficiente para gastar oito bobinas completas de papel antes de precisar de recarga.

*Com informações do site Techtudo